CIRO DIZ QUE TRAFICANTES PROPUSERAM ACORDO AO GOVERNO DO CEARÁ PARA REDUZIR HOMICÍDIOS

Durante entrevista transmitida pela Rádio O POVO/CBN, o candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) afirmou que pessoas ligadas a facções criminosas que comandam o tráfico no Ceará propuseram um acordo com o Governo do Estado. Segundo ele, os criminosos solicitaram que o Governo “fechasse os olhos” para o tráfico. Em troca, eles fariam com que os números de homicídio diminuíssem. No entanto, o governador Camilo Santana (PT) não teria aceitado, conforme o candidato.


Para Ciro, isso explica porque o número de assassinatos no Ceará é tão alto. De janeiro a junho de 2018, 2.380 pessoas foram mortas no Estado, segundo dados da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O candidato afirmou que já houve esse tipo de acordo entre governo e traficantes para a diminuição da taxa de homicídios no estado de São Paulo.

Especialistas em Segurança Pública afirmam que um acordo entre facções já aconteceu em 2016 no Ceará e foi responsável pela queda das mortes violentas em presídios e comunidades. Em 2017, o pacto organizado pelos traficantes teria sido quebrado, o que justificaria o aumento no número de assassinatos.

Ainda sobre o tráfico de drogas no País, Ciro Gomes alegou na sabatina transmitida nesta quarta-feira, 19, que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) teriam pedido a soltura para 14 “barões do narcotráfico”. Os suspeitos teriam sido presos pelo Governo do Ceará.

O POVO

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.