COM MENOS DE DOIS DÍGITOS, ALCKMIN COMEÇA A VER ALIADOS IREM EMBORA

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin decidiu corrigir os rumos da campanha eleitoral, após ver sua candidatura estagnada nas pesquisas de intenção de votos. O tucano também está colocando as barbas de molho com a debandada de aliados. Em encontro realizado no domingo passado ele reuniu o núcleo duro da campanha para corrigir rumos e buscar alguma reação nesta semana.


A propaganda na TV vai ser focada nas propostas vinculadas à economia e ao emprego. Quanto aos ataques a Jair Bolsonaro (PSL), elas continuarão à exaustão, principalmente duas peças que já estão no ar. A tentativa de melhorar nas pesquisas, tem um objetivo de reacender o entusiasmo da militância e reengajar aliados à campanha.

A equipe de comunicação e especialistas em pesquisas avaliaram durante o encontro, que Fernando Haddad (PT) tem grandes chances de passar ao segundo turno — graças ao apoio de Lula. Portanto a estratégia é atrair antipetistas que hoje estão com Bolsonaro.

Alckmin vem sofrendo dissidências, principalmente de aliados no Nordeste. Candidatos do DEM e PP, tem feito campanha para o 13, número do PT. Outros, mesmo sem pedir voto para o adversário, omitem o nome de Alckmin. O material produzido pelo partido casado com os candidatos proporcionais continuam nos comitês. Caso o tucano não reaja nesta semana, a intenção da maioria será jogar a toalha.

A VOZ DE SANTA QUITÉRIA

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.