FAMILIAS DORMEM NA RUA APÓS CANAL TRANSBORDAR POR FORTES CHUVAS NO CRATO

Famílias tiveram casas alagadas e precisaram dormir na rua após o canal do Rio Granjeiro transbordar em meio à chuva no Crato, Região do Cariri. 


A Prefeitura estuda possibilidade de decreto de emergência no município e a cidade tenta se livrar da lama e sujeira nesta manhã. Choveu 120 milímetros das 7h desta segunda-feira até 7h desta terça-feira (19) na cidade. Um rapaz que tentou atravessar uma passarela a cavalo, em outro ponto do município, foi arrastado e morreu.

"Eu pensava em sair de casa porque não aguentava mais conviver com essa situação. Eu ouvi o barulho, vi os carros descendo, eu nunca tinha visto isso na minha vida" disse a autônoma Antônia Rodrigues. 

Foto: Isaac Macedo

A catadora de resíduos recicláveis e mãe de cinco filhos, Edileusa Gomes, passou a noite na calçada com medo que seus filhos fossem levados pela correnteza. A mãe que já mora há 20 anos próximo ao canal sempre teve medo, mas depois das chuvas desta segunda-feira pretende mudar de casa e encontrar um lugar para poder conseguir dormir. 
Reparos

Em frente à sede da prefeitura municipal, a rua virou um "rio" e apresenta muita lama na manhã desta terça-feira(19). Os trabalhadores já começaram a fazer os reparos na via. Comerciantes usaram as primeiras horas do dia para limpar os estabelecimentos.
Decreto de emergência

O secretário de infraestrutura do Crato, José Muniz, disse na manhã desta terça-feira para a equipe do Sistema Verdes Mares que a prefeitura está estudando a possibilidade de fazer um decreto de emergência no município. Ainda de acordo com o secretário, a prioridade no momento é de atender as famílias e levantar os danos.
Retirada das famílias 

Uma equipe de assistentes sociais está realizando o trabalho para sensibilizar e tentar retirar as famílias que ainda querem permanecer na área de risco. De acordo com a coordenadora da Defesa Civil do Crato, Josimere de Melo Silva, a área de risco do Canal já é mapeada.

A coordenadora disse também que houve falha no sistema de alerta. "Nos pegou de surpresa, nós temos um sistema de alarme e não foi repassado pra gente que ia ter esse transtorno", disse. 

Dados de chuva

Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) o maior volume de chuvas no Ceará foi registrado no município do Crato, no Posto Lameiro, com o registro de 120 milímetros. Os dados parciais foram divulgados às 7h25 desta terça-feira (19).

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.