CHEFE DO COMANDO VERMELHO NO RIO, PDQ, MORRE APÓS O PRÓPRIO FUZIL EXPLODIR

César Augusto de Araújo, 30 anos, traficante conhecido como PQD, morreu nesse domingo, 21, após explosão do fuzil que ele mesmo manuseava, no Rio de Janeiro. O homem ainda chegou a dar entrada no hospital São João de Meriti, na Baixada Fluminense, mas não resistiu aos ferimentos causados pelos estilhaços da arma. O pulmão e o abdômen foram atingidos. As informações são do G1.

A polícia ainda relata que, ao ser perguntado sobre o ferimento, o homem disse que havia tido um

Araújo era integrante do Comando Vermelho, segundo a Veja. Ele comandava o tráfico no Complexo do Chapadão.

Segundo o delegado Vinícius Domingos, a Polícia tomou conhecimento do caso após receber a informação que um traficante teria dado entrada em um hospital na Baixada Fluminense. Em seguida, PQD foi preso e transferido para o Hospital Penitenciário.

A polícia ainda relata que, ao ser perguntado sobre o ferimento, o homem disse que havia tido um "acidente de trabalho".

César Augusto havia sido preso junto a outros membros de sua facção em 2015 numa operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Um dos chefes do tráfico no Chapadão naquela época, conhecido como Fu da Mineira, foi um dos detidos. Além deles, foi apreendido um fuzil calibre 50.

De acordo com a polícia, PQD foi responsável pelos recentes ataques ao Morro do Cajueiro, em Madureira. O motivo das ofensivas seria a tomada de território contra uma facção rival.

REDAÇÃO O POVO ONLINE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.