PRISÃO DE EX-JOGADOR CANCELA TORNEIO COM CEARÁ, FORTALEZA, PALMEIRAS E VASCO

A partida entre Ferroviário e Corinthians, pela Copa do Brasil, no último dia 7 de fevereiro, foi uma das peças chave para a Polícia Civil do Distrito Federal prender o ex-jogador Roni. A prisão, relacionada a fraudes em borderôs de jogos negociados ao redor do País, impedirá o acontecimento de um torneio amistoso que reuniria Ceará, Fortaleza, Palmeiras e Vasco, na Capital cearense.


A competição aconteceria no período da Copa América. 

Roni foi acusado de acusado de fraudar boletins financeiros de partidas de futebol. Além do ex-jogador do Fluminense e da seleção brasileira, foi detido o presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal, Daniel Vasconcelos.

Os mandados de prisão temporária e de busca e apreensão foram autorizados pela 15.ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal. As buscas ocorrem em Brasília, Luziânia e Goiânia, na casa dos investigados e em empresas.

Operação

De acordo com a Divisão de Repressão aos Crimes Contra a Ordem Tributária da Polícia Civil do Distrito Federal, o grupo informava um número menor de torcedores que compraram ingresso com o objetivo de pagar um aluguel menor e também ter descontado menos impostos locais e federais. Neste sábado, o público pagante divulgado foi de 33.143 pessoas, para uma renda de R$ 2 320.830,00.

Roni é dono de uma empresa, a Roni7 Eventos, que negocia mando de jogos pelo País e é também o responsável pela venda de ingressos. O ex-jogador, inclusive, estava à frente da organização de um torneio amistoso durante a Copa América que reuniria Ceará, Fortaleza, Palmeiras e Vasco em um quadrangular na capital cearense.

"Na investigação aprofundamos em outros eventos e outras praças. Fizemos entrevistas com servidores de federações, e eles notavam certa diferença entre público presente e público declarado pela empresa nos borderôs", afirmou o delegado Leonardo de Castro, em entrevista coletiva. 

"Isso ficou claro no jogo do dia 7 de fevereiro na Copa do Brasil entre Corinthians e Ferroviário quando o próprio narrador do jogo ao receber a informação do público presente, comentou que no estádio havia mais torcedores do que os divulgados", disse o delegado da Polícia Civil do Distrito Federal.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.