BRASIL BATE O PERU E CONQUISTA COPA AMÉRICA 2019

Vibra, continente! A América é novamente verde e amarela! Um ano depois da frustrada eliminação nas quartas de final para a Bélgica, na Copa da Rússia, a seleção brasileira derrotou o valente Peru por 3 a 1, neste domingo (7), no Maracanã, para comemorar seu nono título de Copa América da história.


Mesmo sem Neymar, cortado antes da competição por lesão, o Brasil manteve a sina de nunca ter perdido um título continental em seus domínios. Palco mágico do futebol mundial, o Maraca viu o terceiro título brasileiro em seis anos. Se não teve decisão em casa, em 2014, antes, em 2013, o time foi campeão da Copa das Confederações e, em 2016, conquistou o ouro no Jogos Olímpicos.

O Brasil não vencia uma Copa América desde 2007. Só Uruguai, com 15 taça, e Argentina, com 14, tem mais taças que a seleção brasileira. E em 2020 tem mais Copa América!

O técnico Tite chega a seu primeiro título no comando técnico da equipe e, Daniel Alves, a sua 40ª taça individual. Ele que não foi à Rússia por ter se machucado às vesperas da competição mundial, foi o responsável por erguer o troféu pela primeira vez com a camisa amarela.

Decisão - A esperada marcação peruana sob pressão se confirmou, mas ela caiu por terra com o gol brasileiro logo aos 14 min. Everton Cebolinha abriu o marcador após boa jogada de Gabriel Jesus. Bem organizada, a equipe de Ricardo Gareca não se abalou e encarou o Brasil de igual para igual no Maraca. 

Após pênalti de Thiago Silva, Paolo Guerreiro deixou tudo igual aos 44 min. Alisson era vazado pela primeira vez depois de seis jogos e meio. Mas a euforia peruana duraria pouco. Na roubada de bola de Firmino, Gabriel Jesus tocou para as redes aos 47 min. 

A seleção canarinho procurou manter o embalo na segunda etapa mas, aguerrido, o time peruano se manteve firme em busca do empate. Aos 24 min, a expulsão de Gabriel Jesus deixou a tarefa brasileira de segurar o resultado ainda mais complicada – o camisa 9 foi para o vestiário aos prantos. O goleiro brasileiro precisou trabalhar, mas não muito. Só que essa, ninguém tirava! Após pênalti sobre Everton, Richarlison, recuperado de caxumba, fez o terceiro ao 44 min e sacramentou a taça.

Jornal O Tempo

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.