FLAMENGO HUMILHA GRÊMIO E VAI A FINAL DA LIBERTADORES DEPOIS DE 38 ANOS

Com mais um atuação de gala do seu ataque, o Flamengo atropelou o Grêmio em um Maracanã praticamente lotado e garantiu sua volta à final da Taça Libertadores após 38 anos. O time carioca goleou o rival gaúcho por um contundente placar de 5 a 0, na noite de ontem, e selou sua classificação à decisão, após empate por 1 a 1 no jogo de ida.


A goleada contrastou com o primeiro tempo do aguardado duelo, em que a equipe de Jorge Jesus parou na marcação gremista. O Flamengo deslanchou somente na etapa final, com quatro gols em 25 minutos, e aplicou uma surpreendente e sonora goleada no adversário gaúcho. Gabriel, o Gabigol, comandou a vitória, com dois gols e participação nos três primeiros da partida.


A equipe mandante anotou apenas um gol na etapa inicial, mas ampliou logo no primeiro minuto do segundo tempo. Anotou o terceiro aos 10 e passou a controlar a partida com total domínio, diante do espanto e do desânimo da equipe de Renato Gaúcho. Até os zagueiros Rodrigo Caio e Pablo Mari balançaram as redes. Aos 30 do segundo tempo, a torcida rubro-negra já fazia a festa, com direito a "Olé".

O triunfo garantiu o Flamengo em sua segunda final da Libertadores. Na primeira, ainda em 1981, foi campeão. Na decisão deste ano, em jogo único, o adversário será o River Plate, atual campeão e com a confiança elevada após eliminar o arquirrival Boca Juniors na outra semifinal. A grande final está marcada para 23 de novembro, em Santiago, no Chile.

Flamengo voa

Como era esperado, o Flamengo partiu para cima assim que iniciou a partida. Mais atento, após os vacilos do jogo de ida, o time gaúcho conteve as investidas do rival. Com uma formação ofensiva reforçada por Arrascaeta, que voltou de lesão antes do previsto, o Fla testava a defesa gremista pelo meio e pelas laterais.

Na defesa, tentava não ser surpreendido, principalmente pela direita de sua defesa, diante dos avanços de Everton Cebolinha. Para tanto, contou também com a volta de Rafinha, atuando com proteção no rosto após cirurgia.

Afora uma cabeçada de Gabriel sem maior perigo, aos 10, o Flamengo esteve aquém do esperado nos primeiros 30 minutos do duelo. Parava com frequência na marcação gremista, que mantinha o confronto concentrado no meio.

A partir dos 30, o time carioca passou a encontrar maior espaço na defesa rival. E a insistência foi premiada com o gol, que reacendeu o Fla na partida. E nem mesmo os 15 minutos de intervalo amenizaram o novo ímpeto da equipe carioca.

Logo no primeiro minuto da etapa final, chegou ao segundo gol. A vantagem ficou ainda maior aos 10 minutos, com Gabriel marcando de pênalti. A vitória rubro-negra se transformou em goleada em apenas quatro minutos.

Com a vitória sacramentada, Jorge Jesus colocou Diego em campo, na vaga de Gerson. O meio-campista voltava ao gramado após três meses, recuperado de grave lesão. Foi o suficiente para coroar a festa da torcida, satisfeita com a goleada e o retorno do jogador.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.