ACUSADO DE MATAR MEMBROS DO PCC VAI PARA PRESÍDIO FEDERAL

O colegiado da juizes da 1ª Vara da Comarca de Aquiraz determinou a ida de André Luís da Costa Lopes, o 'Andrezinho da Baixada', para presídio federal de segurança máxima. Os magistrados foram a favor da inclusão emergencial do preso diante deste pedido já ter sido feito pela Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará e Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE).


'Andrezinho' é acusado de participar do duplo assassinato de líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Segundo os autos, Costa, que também pertence ao PCC, teria matado Rogério Jeremias de Simone, o 'Gegê do Mangue' e 'Fabiano Alves de Souza', o 'Paca'. O crime aconteceu em uma reserva indígena, no Município de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), em 15 de fevereiro de 2018.

O caso permanece em fase de instrução processual. André Luís foi preso no último dia 31 de outubro, em São Paulo. A PF e o MPCE solicitaram a inclusão dele em uma unidade federal por temer que ele fosse resgatado pelos comparsas ou morto por rivais.

A defesa dele argumentou que não havia necessidade de transferir o acusado para um presídio federal. Segundo o advogado Valdemir Batista Santana, o delegado da Polícia Federal teve "imaginação fértil" ao justificar a medida de caráter excepcional: "O acusado só esteve no Nordeste em uma única oportunidade, em especial, em Fortaleza, onde teve seu nome envolvido indevidamente nos fatos em apuração na presente ação penal".

Além de 'Andrezinho', foram acusados pelos assassinatos e organização criminosa: Gilberto Aparecido dos Santos, o 'Fuminho'; Carlenilto Pereira Malta, o 'Ceará'; Erick Machado Santos, o 'Neguinho Rick da Baixada'; Ronaldo Pereira Costa; Tiago Lourenço de Sá de Lima; Renato Oliveira Mota; Maria Jussara da Conceição Ferreira Santos; Jefte Ferreira Santos; e o piloto Felipe Ramos Morais. Wagner Ferreira da Silva, o 'Cabelo Duro', seria o 11º envolvido. Ele foi morto poucos dias após o duplo homicídio.

Passados quase 21 meses, o processo permanece tramitando na Justiça e maior parte dos acusados está em liberdade, com paradeiros desconhecidos. André Luís, Jefte Ferreira, Felipe Ramos e Carlenilto Pereira integram a lista dos capturados pelo crime.

Ao decidir pela inclusão de Costa em um presídio federal, o Poder Judiciário do Ceará ainda destacou que Felipe e Carlenilto já se encontram em unidades prisionais de segurança máxima, "até para segurança dos réus em razão do risco de integrantes de facções inimigas".

Andamento

O processo que apura as mortes de 'Gegê do Mangue' e 'Paca' soma quase quatro mil folhas. A denúncia ofertada pelo Ministério Público do Ceará aponta que as lideranças do PCC residiam no Ceará desde setembro de 2017. Eles estariam desviando dinheiro da facção, mas foram surpreendidos por membros do PCC e acabaram mortos. Para a execução dos traficantes foi utilizado um helicóptero.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.