MINISTRO GENERAL FALA SOBRE AI-5: "TEM QUE ESTUDAR COMO FAZER"

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, comentou a declaração dada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre uma possível volta do AI-5.

10,jul.2019 - General Augusto Heleno, chefe do GSI, durante audiência na Câmara dos Deputados - FÁTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Em entrevista ao "Estado de S. Paulo" na tarde de hoje, o general afirmou que ainda não havia assistido à entrevista concedida para a jornalista Leda Nagle, mas, ao contrário de outras pessoas ligadas ao governo, não repudiou as declarações de Eduardo.

"Ele estava sob forte emoção com esse negócio da TV Globo. Tudo isso tem de ser considerado. Essas coisas, hoje, num regime democrático... é complicado. Tem que passar em um monte de lugares. Não é assim. O projeto do Moro, fundamental para conter crime, não passa. Fazem de tudo para não passar. O pessoal não quer, não quer nada que possa organizar o país. Não quer dizer que isso vai organizar o país. Mas isso aí não é assim, vou fazer e faz. Então, não tenho o que falar", declarou o ministro.

Apesar da declaração do general Heleno sobre a reportagem veiculada pela TV Globo, Eduardo concedeu a entrevista a Leda Nagle na última segunda-feira, data em que a emissora ainda não havia exibido a matéria que liga o nome do presidente Jair Bolsonaro ao assassinato da vereadora Marielle Franco.

General Heleno disse que "não ouviu" Eduardo Bolsonaro falar em implementar o AI-5 nos dias de hoje. Ele ainda analisou os protestos recentes que ocorrem no Chile e indicou qual seria o caminho a ser trilhado caso o Brasil passasse por situação semelhante.

Se falou [em AI-5], tem que estudar como vai fazer, como vai conduzir. Acho que, se houver uma coisa no padrão do Chile, é lógico que tem que fazer alguma coisa para conter. Mas até chegar a esse ponto tem um longo caminho; general Heleno, ministro do GSI, ao Estado de S. Paulo

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.